30/09/2012

Candidatos a prefeito de Vila Velha disputam espaço na orla do município


As praias se tornaram o ponto de concentração dos políticos neste último domingo antes da eleição


Na reta final da eleições municipais deste ano, os candidatos a prefeito de Vila Velha foram às ruas do município, neste domingo (30), em busca de votos dos eleitores indecisos. A orla de Vila Velha se tornou o ponto de concentração dos políticos. Os cinco concorrentes à prefeitura prometeram que a reta final será sem ataques pois, segundo eles, estarão focados nos debates de rádio e tv ao longo desses últimos dias que antecedem a votação. 
 
O candidato à reeleição Neucimar Fraga (PR) promoveu uma carreata por vários bairros de Vila Velha. A concentração ocorreu em São Torquato, em frente ao Hospital dos Ferroviários, e os carros seguiram até a Praia da Costa. Neucimar disse que intensificará as caminhadas nos próximos dias. "O clima de rua é favorável a nossa campanha. Vamos intensificar as caminhadas para vencer as eleições no primeiro turno". 
 
O deputado estadual Rodney Miranda (DEM) começou o domingo com caminhada entre as praias da Costa e de Itapõa, e contou com a participação do ex-governador Paulo Hartung e do senador Ricardo Ferraço, ambos do PMDB. Rodney disse que o momento é de esclarecer propostas. "Não haverá ataques de maneira nenhuma. Estaremos com propostas, ideias e animados com o nosso trabalho. Colocaremos para Vila Velha tudo que pretendemos a dar uma nova cidade e para os canelas-verde".
 
Coincidentemente, o candidato Max Filho (PSDB) também realizava caminhada na orla no mesmo horário do concorrente democrata e os grupos se encontraram no trajeto. Não houve registro de tumulto. Max estava acompanhado de cabo eleitorais e do pai, o ex-governador Max Mauro. O tucano também estará focado nos debates. "A campanha vem crescendo a cada dia e tendo adesões da população. Algumas inverdades estão sendo ditas e os debates estão sendo ricos para restabelecer a verdade".
 
O vereador João Batista Babá (PT) também promoveu carreata por Vila Velha e caminhada pela Praia da Costa. Babá disse que não quer perder tempo com ataques nesta última semana. "Vamos manter o bloco na rua mantendo a nossa diferença. Queremos uma administração decente e democrática, deixando o povo opinar sobre os destinos da cidade, e não com jogatina de poder".
 
Já o candidato Alan Melo (PSOL) realizou panfletagem pela região de Terra Vermelha durante toda a manhã de domingo.

Fonte: Rádio CBN Vitória (93,5 FM)

Prefeito é condenado por fraude em licitação de Presidente Kennedy, ES


Reginaldo Quinta perdeu mandato e teve direitos políticos suspensos.
No TRE, registro de candidatura é apto, mas foi apresentada impugnação.

O prefeito cassado de Presidente Kennedy, Litoral Sul do Espírito Santo, Reginaldo Quinta (PTB), foi condenado ao lado de outros cinco réus pelo juiz da comarca do município Ronaldo Domingues de Almeida por fraudes em licitações para a contratação de transporte público no município.

Segundo a Justiça, ele perdeu o mandato e teve os direitos políticos suspensos por oito anos, mas recorre da decisão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Na página do DivulgaCand, o registro de candidatura à prefeitura aparece apto, mas foi apresentada a impugnação. Não há informação da data do julgamento.

Prisão
Quinta foi preso durante uma operação da Polícia Federal na manhã do dia 19 de abril pela suspeita de desviar cerca de R$ 50 milhões dos cofres públicos. Outras 27 pessoas foram detidas na operação, batizada de "Lee Oswald" (nome do assassino do ex-presidente norte-americano John Kennedy), que cumpriu 79 mandados judiciais, sendo 51 de busca e apreensão, além de 13 mandados de prisão preventiva e 15 de prisão temporária.

No dia 10 de julho, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a soltura do prefeito afastado. Desde as prisões realizadas pela Polícia Federal, em abril, a cidade já teve dois prefeitos. Em julho, no entanto, um interventor foi nomeado pelo governador Renato Casagrande para assumir a administração do município. De acordo com o interventor Lourival Lima, a liberação do prefeito não altera a situação política local.

Em Vitória, Luiz Paulo tem 36% e Luciano Rezende, 27,8%, diz Futura


Iriny Lopes (PT) aparece com 17% e Gustavo de Biase (PSOL) com 2%.
Instituto Futura ouviu 600 pessoas; margem de erro é de 4 pontos.

O Instituto Futura divulgou neste sábado (29) a segunda pesquisa de intenção de voto sobre a disputa pela Prefeitura de Vitória nas eleições deste ano.
A pesquisa foi encomendada pela Rede Gazeta.
Em relação à pesquisa anterior, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) caiu 1,8 ponto percentual, de 37,8% para 36%. Luciano Rezende (PPS) caiu 0,6 ponto e passou de 27,8% para 27,2%. Iriny Lopes (PT) subiu de 13,2% para 17%. Gustavo de Biase (PSOL) foi de 1% para 2%; Edson Ribeiro (PSDC) passou de 0,5% para 0,3%; e Montalvani Lima (PRTB) subiu de 0,3% para 1,3%.

Veja os números do Futura para a pesquisa estimulada:
Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB): 36% das intenções de voto.
Luciano Rezende (PPS): 27%
Iriny Lopes (PT): 17%
Gustavo De Biase (PSOL): 2%
Montalvani (PRTB): 1,3%
Edson Ribeiro (PSDC): 0,3%
Branco / nulo: 7,5%
Não sabe / não respondeu: 8,5%
A pesquisa foi realizada no dia 27 de setembro. Foram entrevistadas 600 pessoas na cidade de Vitória. A margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), sob o número ES-00102/2012.

Pesquisa anterior
A primeira pesquisa Futura foi divulgada em 21 de julho e registrou os seguintes resultados: Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) com 37,8% das intenções de voto. Luciano Rezende (PPS) com 28%. Iriny Lopes (PT) com 13%; Gustavo de Biase (PSOL) 1%;Edson Ribeiro (PSDC), 0,5%; Montalvani Limal (PRTB), 0,3%.

Rejeição aos candidatos
Na pesquisa estimulada, Iriny Lopes foi a resposta de 35,5%, dos entrevistados para a pergunta "Destes candidatos, em quem você não votaria em hipótese alguma?". Luiz Paulo Vellozo Lucas aparece em seguida, com 18,5% de rejeição; seguido por Edson Ribeiro, com 9%; Montalvani tem 6,2%; Gustavo de Biase aparece com 6%; e Luciano Rezende com 4,2%. Os que não rejeitam ninguém somam 15,3%. E os que rejeitam todos os candidatos somam 3%.

29/09/2012

Orçamento do Espírito Santo para o próximo ano será de R$ 13,9 bilhões

destaque  orçamento2013a 1024x680 Orçamento do Espírito Santo para o próximo ano será de R$ 13,9 bilhões
O orçamento global previsto para 2013 do Estado do Espírito Santo será de R$ 13,9 bilhões. O valor, que é 11,89% superior ao praticado este ano, foi anunciado nesta sexta-feira pelo secretário de Economia e Planejamento Robson Leite. O Projeto de Lei Orçamentária (PLOA), que prevê as despesas e os investimentos do Estado para o próximo ano foi assinado pelo governador em exercício, Givaldo Vieira, e encaminhado à Assembleia Legislativa. Leia mais<><>

Mutirão da Infância e Juventude antecipa julgamento de processos previstos para 2013

justica  IMG 00061 Mutirão da Infância e Juventude antecipa julgamento de processos previstos para 2013
Na sexta-feira (28), a Vara da Infância e Juventude de Cariacica realizou um mutirão de audiências visando adiantar as pautas até março de 2013. Em sete mesas de audiência, o trabalho estima examinar pelo menos 84 processos. Leia mais<><>

Oportunidades de trabalho em farmácia da Grande Vitória


A Farmácia Mônica está oferecendo 10 vagas de trabalho para os cargos de gerente farmacêutico (3), atendente de farmácia (5) e auxiliar de laboratório (2). As oportunidades são para atuação nas lojas instaladas na Grande Vitória.
Para as vagas de auxiliar de laboratório, o pré-requisito é experiência de, no mínimo, seis meses na função.
Já quem quer se candidatar ao cargo de auxiliar de farmácia deve comprovar pelo menos cinco meses de experiência ou estar fazendo curso profissionalizante ou técnico em Farmácia, além de ter habilidade em vendas.
Os interessados em ocupar o cargo de gerente farmacêutico precisam ter curso superior em Farmácia e experiência de pelo menos um ano nesta função e em gestão de pessoas.
A empresa oferece salário compatível com o mercado, vale-transporte, plano de saúde, auxílio-alimentação, cartão convênio e seguro de vida.
Os candidatos podem entregar o currículo em qualquer uma das lojas da rede ou enviar para recrutamento@farmaciamonica.com.br. É preciso colocar no assunto do e-mail o nome do cargo pretendido e a cidade de interesse.

Fecomércio descarta fechamento de shoppings aos domingos


local economia  trabalho no domingo dayana souza 31 Fecomércio descarta fechamento de shoppings aos domingosA Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES) divulgou nota à imprensa, nesta sexta-feira (28) informando que não está discutindo fechamento das lojas do shopping aos domingos.
Segundo a federação, a entidade vem reunindo seus membros para discutir as reivindicações da convenção anual do Sindicato dos Empregados no Comércio do Espírito Santo (Sindicomerciários). Porém, destaca que o assunto em discussão para o fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho 2012/2013 é relacionado às questões salariais.
“Sobre a proposta de fechamento das lojas do shopping aos domingos, o item não entrará na pauta de discussão desta negociação. Para a Fecomércio-ES, em hipótese alguma a classe empresarial vai ceder a essa concessão”.
A Federação do Comércio entende que os sindicatos e órgãos trabalhistas devem fazer maior fiscalização, e os funcionários devem exigir seus direitos pela folga semanal. “Contudo, a entidade destaca que o fechamento dos centros de compras trarão prejuízos a lojistas e trabalhadores, bem como a sociedade como um todo, inclusive à administração pública. Isso porque, além de os shoppings serem grandes centros comerciais enraizados na cultura local, proporcionam praticidade ao consumidor que encontra produtos e serviços de diversos gêneros em um só lugar, impulsionam a economia local, movimentando o comércio e gerando empregos diretos e indiretos, e incrementam a arrecadação pública por meio do pagamento de impostos”.
Por estes motivos, e desde que não gerem impactos negativos à cidade e seus cidadãos, a Fecomércio-ES está pronta para o diálogo com as entidades representativas.

28/09/2012

Motorista do acidente que matou a ginasta capixaba Eduarda Queiroz recebe alta da UTI

noticias da grande vitoria  luiz2 Motorista do acidente que matou a ginasta capixaba Eduarda Queiroz recebe alta da UTI
O estudante Luís Felipe Morozewsky Costa, motorista do acidente que resultou na morte da ginasta Eduarda Queiroz, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Meridional, em Cariacica, na tarde desta quinta-feira (27), segundo boletim médico divulgado pelo hospital. O acidente foi no dia 16 de setembro, na BR 262, em Viana. Eles voltavam de uma festa em Marechal Floriano quando o Honda Civic fazer uma curva e desceu em um barranco e capotou várias vezes. Eduarda estava no banco de trás e não usava cinto de segurança. Ela foi arremessada para fora do carro e morreu no local.

Luiz Paulo tem voto favorável no TCES


Esteve em votação no pleno do Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) na sessão desta quinta-feira (27), o acolhimento da preliminar que responsabiliza ou não o candidato à prefeitura de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB), acerca de suspeitas de irregularidades nas contas do Executivo da Capital referentes a 2004. Ele já foi prefeito da cidade por dois mandatos. O relator do processo, o conselheiro Cotta Lovatti, votou por responsabilizá-lo juntamente com outros sete citados nos autos, e negou o pedido feito pela defesa do tucano.

Porém, o conselheiro Sérgio Aboudib, que tinha pedido vista, deferiu o voto a favor de Luiz Paulo. “Concluo que não seja imputada a responsabilidade ao prefeito pelos atos de seus secretários”, disse. Aboudib finalizou o voto dizendo “acato a preliminar da defesa do prefeito”.   O conselheiro Pimentel pediu vista do processo.

Nesta fase está sendo julgada a responsabilidade partilhada do ex-prefeito com ordenadores de despesas de sua gestão. Depois, o plenário apreciará a culpa das suspeitas de irregularidades, atribuindo a multa e ressarcimento do dano ao município.

São mais de 10 indícios de irregularidades. Entre, pagamento de procuradores municipais em desacordo com o teto municipal (R$ 274 mil); repasse financeiro sem finalidade pública no valor de R$29.200 mil ao Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares ES; contratação de empresa incompatível com a função especificada no pregão eletrônico 23/2004; desclassificação de empresas com menor preço sem motivação, limitar a competição entre empresas no pregão eletrônico 203/2004 e outras.

Câmara de Rio Novo do Sul mantém recomendação do TCES e rejeita contas de ex-prefeitos
A Câmara de Rio Novo do Sul manteve, no último dia 13, o parecer do TCES, que recomendou a reprovação das contas dos ex-prefeitos Sidney Costa (gestão 2003) e Estevam Fiório (2007). A votação foi acirrada entre os noves vereadores que compõem o legislativo municipal: foram cinco votos contrario a rejeição das contas. A decisão os inclui na Lei da Ficha Limpa.

Sidney Costa teve as contas rejeitadas na Corte por várias irregularidades, dentre elas: o não cumprimento das metas orçamentárias; ausência de licitação para aquisição de combustível, transporte escolar e eletrificação; irregularidades em licitação, certidão sem autenticação, transferência de R$ 2.700 para um clube esportivo, e outras.
Já as contas de Estevam Fiório apresentaram divergências no balanço financeiro, no saldo disponível e o fluxo de caixa, contábeis, dívida ativa, bens e imóveis e em depósito; déficit orçamentário, além de não aplicar 25% da receita bruta do município na educação.

Ainda na sessão desta quinta-feira (27), o prefeito de Rio Novo do Sul, João Facchim (PSB), e outros ordenadores de despesas foram citados, para que em 30 dias apresentem justificativas sobre possíveis irregularidades, de acordo com auditoria especial referente à gestão de 2011.

Também na mira do Tribunal está a Prefeitura de Sooretama. É que a Corte de Contas irá fazer auditoria ordinária, nos dias 19 e 23 de novembro, nos atos do Executivo municipal, após denúncia de a prática de nepotismo, irregularidades no pregão presencial nº36 e aumento injustificado de cargos e salários.
O relator do processo, o conselheiro João Luiz Cotta Lovatti, explicou que a auditoria já estava programada para ser feita apenas nos atos que envolvem serviço de transporte escolar. Em face as denúncias, Cotta Lovatti pediu alteração no plano de auditoria para que as suspeitas fossem checadas.

Secretário de Estado terá explicar contratação de agência publicitária
O secretário de Economia e Planejamento do Estado, Guilherme Henrique Pereira, terá que dar explicações ao Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) sobre a ausência de projeto básico que resultou na contratação de agência de publicidade, conforme relatório de auditoria de prestação de contas da pasta, de 2011. O contrato foi estimado em R$ 1 milhão. Já foram pagos R$ 138 mil.
O relator, o conselheiro José Antonio Pimentel, que deu a decisão monocraticamente. O processo voltará ao plenário depois de juntadas as justificativas aos autos e análise feita pela área técnica do Tribunal.
Via ES Hoje


Só três deputados do ES faltaram à votação do Código Florestal

Na votação do novo código Florestal, na última terça-feira (18/09) na Câmara dos Deputados, foi verificada a ausência de três deputados capixabas, Sueli Vidigal (PDT), Paulo Foletto (PSB), e Iriny Lopes (PT).
 
Não se sabe o motivo pelo qual os deputados não compareceram ao plenário. Os assessores não souberam informar a causa pelo qual eles não votaram o código Florestal.

Já os deputados que estiveram presentes Rose de Freitas (PMDB), Camilo Cola (PMDB), Cesar Colnago (PSDB), Dr. Jorge Silva (PDT), Lelo Coimbra(PMDB), Lauriete Almeida (PSC), Carlos Manato (PDT) foram favoráveis a MP 571/12. 

Após a aprovação na Câmara, o código foi aprovado também no Senado Federal, onde os três representantes do ES foram favoráveis às alterações feitas. 

A assessoria da senadora Ana Rita (PT/ES), informou que só votou a favor porque o código foi aprovado em votação simbólica: se a votação fosse nominal ela teria votado contra”, disse a assessora. 

O código florestal beneficia os agricultores rurais e ambientalistas com a atuação dos órgãos federais e estaduais de meio ambiente na fiscalização e no controle da origem de madeiras e subprodutos florestais e garante a recomposição parcial da vegetação nativa desmatada ilegalmente em Áreas de Preservação Permanente marginais a cursos d’água. 

Outra mudança incluída na lei é a permissão de recompor 5 metros em torno de rios intermitentes com até 2 metros de largura para qualquer tamanho de propriedade. 

Todas as metragens serão contadas a partir da borda da calha do leito regular, e o plantio de espécies exóticas e frutíferas não precisará de autorização prévia do órgão ambiental. 

Depois dessas alterações é provável que a presidenta Dilma Rousseff vete parcialmente o novo código. 

Fonte www.agenciacongresso.com.br

Mais dois votos para manter Donati fora da disputa


Outros dois juízes negaram o recurso do atual prefeito de Conceição da Barra,  Jorge Donati (PSDB), contra a cassação do registro de sua candidatura em sessão, na tarde de ontem.

O registro de Donati foi cassado no último dia 13 por propaganda institucional irregular. Depois do relator, o juiz Marcelo Abelha, votar para negar provimento, foi a vez do desembargador Annibal de Rezende e de Rachel Durão seguirem o voto. Julio César de Oliveira pediu vista. Ao todo, são três votos pela manutenção da cassação.

Já o recurso do prefeito cassado de Presidente Kennedy, Reginaldo Quinta (PTB), será julgado na próxima segunda-feira.

Na sessão do TRE-ES da última terça-feira, um jornal de Alfredo Chaves foi multado em R$ 5 mil por propaganda eleitoral antecipada, o que teria favorecido o candidato a prefeito Sérgio Bianchi (PSD). A assessoria do candidato informou que Bianchi não tem relação com o jornal e que não tinha conhecimento da 

SEGURANÇA NA ELEIÇÃO CAPIXABA


Reforço policial em oito cidades

TRE obteve a garantia de mais policiais nas ruas dos municípios em que há confronto. A Polícia Federal também irá atuar no dia 7

Nathalia Pompermaier
Contra a boca de urna, a compra de votos e para garantir a segurança dos eleitores no próximo dia 7 de outubro, oito municípios do Estado pediram reforço no policiamento durante as eleições e receberam o sinal verde da Polícia Militar.
Os juízes eleitorais de Colatina, Anchieta, Jaguaré, Linhares, Água Doce do Norte, Iconha, Pinheiros e Presidente Kennedy solicitaram reforço ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O motivo é que, a pouco mais de uma semana do pleito, o clima já esquentou nessas cidades.

Em Anchieta, por exemplo, campanhas de candidatos adversários estão entrando em choque nas ruas da cidade, e os cabos eleitorais chegam a usar foguetes durante as caminhadas, o que, segundo o TRE, coloca em rico a segurança das pessoas.

Membro do TRE, o juiz Marcelo Abelha contou que teve seu carro parado e “sacudido” quando passava pelas ruas da cidade há alguns dias.
Os pedidos de reforços foram apresentados pelo presidente do TRE, o desembargador Sérgio Bizzotto, ao secretário de Estado da Segurança, Henrique Herkenhoff, e ao comandante da Polícia Militar, o coronel Ronald Willian, em reunião, no início da tarde de ontem.

De acordo com o desembargador, o comandante da PM já confirmou os reforços. “Saímos com toda a convicção de que teremos uma eleição tranquila”, disse Bizzotto. A PM já confirmou, por meio de sua assessoria, que mais de 7.200 policiais irão atuar nas eleições.

Bizzotto adiantou ainda que na próxima semana irá se reunir com o superintendente da Polícia Federal, Erivelton Leão de Oliveira, que garante reforçar o policiamento no dia 7 de outubro nas cidades onde há delegacias da PF.
“Também queremos saber quais estão sendo as providências tomadas pela Polícia Federal para as eleições”, explicou Bizzotto.

Ainda participaram da reunião, o procurador regional eleitoral Carlos Mazzocco e o diretor-geral do TRE, Alvimar Dias Nascimento.
(para uma melhor visualização click na imagem)















Lei Seca vai ficar a cargo de cada juiz

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), o desembargador Sérgio Bizzotto, confirmou que o juiz eleitoral de cada cidade irá definir se proíbe ou não bebidas alcoólicas no dia da eleição,.
Bizzotto afirmou que irá publicar uma circular para comunicar os magistrados da decisão e justificou a autonomia dada a eles dizendo que “a realidade de cada cidade é muito diferente”. “Alguns municípios têm praia, outros são maiores e outros menores. Por isso, cada um sabe melhor o que cabe a situação do lugar”, explicou.
Segundo o desembargador, a maioria dos juízes já disse que irá criar portaria proibindo a venda de bebidas alcoólicas. No entanto, o magistrado considera a ação desnecessária.
“Todas as questões relacionadas à bebida já estão presentes em lei, como a proibição da venda a menores e a proibição do consumo antes de dirigir. Por isso, não acho que deveria haver uma nova lei para essa questão”, declarou.

27/09/2012

Aumenta disputa nas câmaras do ES


Por Luiz Fernando Brumana
Dados do TSE revelam que, dos 78 municípios do Estado, 72 tiveram crescimento no número de candidatos às vagas dos legislativos

O número de candidatos para as câmaras municipais de todo o Estado aumentou em comparação à eleição de 2008. Dos 78 legislativos, 72 deles tiveram crescimento de concorrentes, segundo informou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Atrativos não faltam. Afinal, a função conta com aumentos salariais acima da inflação, benefícios, como cota de gabinete, e, este ano, há mais vagas a serem disputadas.
São 9.248 candidatos — contra 6.388 há quatro anos — que estão atrás de uma das 840 cadeiras dos 78 legislativos municipais. Ou seja, houve um aumento de 44,77% no número de concorrentes.

Os eleitores de Aracruz, no Norte do Estado, é que vão se deparar, no dia 7 de outubro, com o maior aumento de opções nas urnas. Lá, o crescimento do número de candidatos atingiu 181,71%. Eram 82 candidatos em 2008, e hoje são 231. A Câmara Municipal foi alvo de diversas denúncias de corrupção nos últimos meses e vários vereadores foram afastados. Para o presidente da Comissão de Combate à Corrupção e à Impunidade da seccional capixaba da Ordem de Advogados do Brasil (OAB-ES), Délio Prates, isso também influencia na concorrência.
“As pessoas querem consertar o processo que houve em Aracruz. É um indício que a cidade está reagindo”, explicou.

Na sequência, vem Barra de São Francisco, com 133,87% de aumento (de 62 para 145 candidatos).

A Serra aparece em terceiro. Eram 234 concorrentes em 2008 e, este ano, são 537, um aumento de 129,49%. A disputa serrana também é mais acirrada no critério candidato/vaga. São 23 pessoas para cada uma das 23 cadeiras. Os vereadores de lá também terão o maior aumento salarial, de R$ 5,7 mil para R$ 9,2 mil em 2013.
(click na imagem para uma visualização melhor)


REDUÇÃO SÓ EM SEIS LEGISLATIVOS
Na contramão da maioria dos 78 municípios capixabas, seis deles contam com menos candidatos este ano do que na disputa de 2008.
Ou seja, o eleitor terá menos opções na escolha de quem atuará como seus representantes.
São eles: Afonso Cláudio, Jerônimo Monteiro, Itarana, Conceição da Barra, Jaguaré e Divino de São Lourenço.
Afonso Cláudio está liderando o ranking. O município contava com 90 candidatos há quatro anos e hoje são apenas 56, uma redução de 37,78%. O número de cadeiras no Legislativo não aumentou — são nove — e a relação candidato/vaga para este ano ficou em 6,2.
Jerônimo Monteiro teve uma redução de 24,64% em comparação a 2008. Eram 69 candidatos e, para este pleito, são 52.
No critério menor disputa por vaga entre aqueles que tiveram diminuição dos candidatos está Itarana. No município, para cada uma das nove vagas, há cerca de cinco concorrentes. Ao todo, são 48 candidatos na disputa, 11 a menos que no último pleito municipal.
Divino de São Lourenço teve dois candidatos a menos do que 2008.



Produtores rurais de Aracruz têm até esta sexta (28) para desocuparem propriedades indígenas

Dag Vulpi: Produtores rurais de Aracruz têm até esta sexta (280 para desocuparem propriedades indigenas...: Nove produtores rurais de Aracruz têm até esta sexta (28) para desocuparem propriedades localizadas na Rodovia ES-257. O prazo foi de...

Dag Vulpi: Sudeste é onde Dilma tem menor popularidade

Dag Vulpi: Sudeste é onde Dilma tem menor popularidade: A nova pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) feita pelo instituto Ibope e divulgado no final da manhã desta quarta-feira, ...

26/09/2012

Primeira união civil homoafetiva do ES é realizada em Colatina


Casamento foi realizado na tarde desta quarta-feira (26).
União das jovens foi autorizada pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-ES).
O primeiro casamento civil homoafetivo do Espírito Santo foi realizado na tarde desta quarta-feira (26), em Colatina, na região Centro-Oeste do estado. Na presença de parentes e amigos, as noivas Ediana Calixto, de 23 anos, e Kamila Roccon, de 20 anos, trocaram alianças. A união foi autorizada pelo Tribunal de Justiça Estadual (TJES)no dia 20 de setembro, após ser suspensa por que o Ministério Público do Espírito Santo (MP-ES) recorreu da decisão ao entender que o registro da união não competia a Vara da Fazenda Pública, mas, sim, a Vara da Família.
O juiz Salomão Akhnaton Zoroastro Spencer Elesbon, da 1ª Vara da Família de Colatina, foi quem autorizou o casamento entre as jovens. A celebração da cerimônia civil e expedição da certidão de casamento homoafetivo serão feitas pelo Cartório de Registro Civil de Colatina, ainda sem data definida. “Os enlaces familiares de qualquer espécie, desde que pautados na afetividade, estabilidade e ostensividade, estão sob as regras do Direito de Família. Sendo assim, onde houver afeto entre duas pessoas, respeito, solidariedade, comunhão de vida, ética familiar, ostensividade e intenção de constituir família, haverá uma união familiar tutelada pelo direito”, defendeu Salomão Akhnaton.
Preconceito
Por não ser uma união entre um homem e uma mulher, a jovem disse que ela e a companheira enfrentam muitos preconceitos, principalmente da própria família. Durante o tempo em que o casamento ficou suspenso pela Justiça, as namoradas fingiram estar separadas.

“Era muita cobrança, principalmente para Kamila. Os pais dela não querem que fiquemos juntas. Quando o casamento foi barrado pela Justiça, eles disseram para ela esquecer a história, esquecer da gente. Durante umas três semanas, fingimos que estávamos brigadas, que tínhamos terminado tudo. Certa vez, a gente estava no quarto e a tia dela chegou do nada, eu precisei pular a janela e me esconder”, contou Ediana em entrevista no dia 20 de setembro. 
Diferença entre união estável e casamento civil
Há pouco mais de um ano, no dia 10 de setembro de 2011, aconteceu a primeira união homoafetiva no Espírito Santo e envolveu um policial militar. De acordo com o TJ-ES, no caso das meninas, se trata de um casamento civil diferente da união estável.

De acordo com a juíza Janete Pantaleão, a união estável acontece independente dos sexos, mas para garantir benefícios como plano de saúde e registro de filhos é necessário recorrer à Justiça. “Já o casamento civil é um documento oficial que garante todos os direitos perante a sociedade”, explicou Pantaleão.
Chá de panela de Ediana e Kamila aconteceu em agosto, no Espírito Santo. (Foto: Arquivo Pessoal / Ediana Calixto)



Dag Vulpi: “Sobra gente na Assembleia Legislativa do ES"

Dag Vulpi: “Sobra gente na Assembleia Legislativa do ES": A declaração é do presidente do Legislativo, Theodorico Ferraço, que autorizou estudo para propor mudanças na Casa Enfático, o presid...

Dag Vulpi: Mais de uma semana sem votação na Casa Legislativa do ES

Dag Vulpi: Mais de uma semana sem votação na Casa Legislativa do ES: A menos de duas semanas para a eleição municipal, manter o quórum na Assembleia tem sido uma tarefa árdua. Mais uma vez, os deputados est...

Dag Vulpi: Pedido para garantir vaga em hospital para deputada capixaba

Dag Vulpi: Pedido para garantir vaga em hospital para deputada capixaba: A intercessão do secretário de Estado da Saúde, Tadeu Marino, foi solicitada ontem para que a deputada Aparecida Denadai (PDT) consiga um...

Morte da dançarina no ES foi motivada por atualização em rede social


Suspeito diz que atualização em rede social levou a crime, no ES
Dançarina também trabalhava como modelo
fotográfica no Espírito Santo (Foto: Arquivo familiar)
Dançarina foi morta na última sexta-feira (21), em Cariacica.
Homem está detido no Centro de Triagem de Viana, na Grande Vitória.

Em novo depoimento na Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), em Vitória, nesta terça-feira (25), o caminhoneiro David Correia, que confessou ter matado a tiros a dançarina Alini Gama, disse que resolveu procurar a vítima quando leu na página de uma rede social de Alini que ela havia começado a trabalhar como dançarina da banda de forró na vaga almejada pela namorada do criminoso, segundo a Polícia Civil. Além disso, ele novamente confirmou que agiu sozinho e que a namorada não tinha conhecimento sobre a situação. A jovem foi morta em Cariacica, na região Metropolitana do Espírito Santo, na última sexta-feira (21). O suspeito está preso no Centro de Triagem de Viana, na mesma região.

David disse que achou um abuso Alini ter declarado na rede social que havia conseguido o emprego, sendo que nada estava confirmado ainda, de acordo com o suspeito. Mesmo assim, ele alegou não ter procurado a vítima com a intenção de matá-la, mas apenas para dar um susto.

"É tipo um abuso. Era tudo um teste para todo mundo. Fiquei meio revoltado perante a situação. Mas eu não queria matar. Só queria assustar. Falei para ela desistir da viagem e ela riu da minha cara. Vou pagar pelo meu erro, porque eu estraguei a minha vida, a vida dessa moça", declarou. David ainda disse que a namorada, Adayane Matias, não sabia do ocorrido e nem da declaração de Alini na internet, mas confirmou que ela estava ansiosa pelo resultado da seleção e que não conseguia nem comer direito.
No final desta tarde, o rapaz que dançou com Adayane Matias na banda de forró também prestou depoimento. "Na sexta-feira, eles ligaram falando que não era possível e que iriam fazer testes com outros dançarinos. Se fosse o caso de eles nos chamarem novamente, eles fariam o contato", disse.

A polícia vai ouvir integrantes da banda, com depoimentos do vocalista e do empresário marcados para esta quarta-feira (26). "O depoimento de amanhã é que vai dar uma diretriz de quem tinha, realmente, autonomia para contratar. Se essa pessoa que tinha autonomia, que talvez seja o dono da banda, já havia descartado a possibilidade e se alguém, de forma indevida, alimentou essa esperança nela e acabou criando essa animosidade, que fez com que ele cometesse esse crime", explicou.

Alini Gama foi morta a tiros na sexta-feira (21), em Cariacica. (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

O crime
De acordo com a polícia, Alini foi morta em uma emboscada, por volta das 9h de sexta-feira, no pátio de um hotel em Campo Grande Segundo testemunhas, a dançarina havia saído de casa para tratar de um contrato de trabalho. Um dias antes, ela foi procurada por telefone, por um homem que dizia querer contratá-la. Ele marcou um encontro com a jovem mas na verdade era uma emboscada para matá-la.
Ainda segundo Adroaldo Lopes, ao chegar no ponto marcado, Alini atendeu uma ligação e quatro minutos depois foi morta. O assassino estava em uma moto e atirou duas vezes contra a jovem, que foi atingida pelas costas. A dançarina foi levada para um hospital particular no mesmo município, mas não resistiu e morreu.

A família
Parentes da dançarina ficaram abalados com a morte da jovem. “Nunca imaginava que minha sobrinha tivesse morrido por um motivo tão banal. Não é possível que perder uma oportunidade de trabalho seja motivo para matar alguém. Se a moça não tinha competência para conseguir o contrato naquele momento, que se levantasse e buscasse a vitória. Minha sobrinha não estava tirando nada de ninguém, estava apenas conquistando o espaço dela”, desabafou a tia, Rosa Gama, de 51 anos.
Polícia pede prisão de namorada de suspeito por morte de dançarina

O delegado Adroaldo Lopes, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM) de Vitória, pediu a prisão da dançarina Adayane Matias e do parceiro de dança dela, Juliemerson Bastos, na tarde desta quarta-feira (26), pelo assassinato da dançarina Alini Gama na última sexta-feira (21). A namorada do caminhoneiro David Correia, já preso após confessar ter executado a dançarina Alini Gama, foi chamada para prestar novo depoimento e, para o delegado, Adayane e Juliemerson ajudaram a planejar o homicídio. 

Adroaldo Lopes explicou que o trio planejou matar Alini para que Adayane ficasse com a vaga dela em uma banda de forró. "O juiz acabou de decretar a prisão da Adayane e do dançarino, amigo dela, que inclusive acabou de ser preso e está sendo encaminhado para a delegacia", explicou o delegado nesta tarde.

Na terça-feira (25), David Correia prestou depoimento e revelou que resolveu procurar a vítima quando leu na página de uma rede social de Alini que ela havia começado a trabalhar como dançarina da banda, na vaga almejada pela namorada.

25/09/2012

Dag Vulpi: Senadora pede punição exemplar para estupro coletivo

Dag Vulpi: Senadora pede punição exemplar para estupro coletivo.: A senadora Ana Rita (PT-ES) afirmou nesta terça-feira (25) que os acusados do estupro coletivo de cinco mulheres em Queimadas, na Paraíba...

Deptulski reverte duas decisões no Tribual Regional Eleitoral


Da Vitória tinha obtido direito de resposta em programa petista

Prefeito de Colatina e candidato à reeleição, Leonardo Deptulski (PT) conseguiu reverter nesta segunda no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) duas decisões favoráveis ao adversário Josias da Vitória (PDT).

Como uma foto de Leonardo aparece no horário gratuito reservado aos candidatos a vereador da coligação, uma decisão da Justiça Eleitoral local tinha tirado parte do tempo da propaganda do prefeito na TV, por entender que isso foi uma "invasão". Mas o relator, Annibal Rezende, se posicionou contrário e foi seguido por unanimidade. 

Da Vitória tinha obtido direito de resposta em programa petista, que veiculou a seguinte frase: "estão querendo te enganar", sem mencionar nomes. O plenário entendeu que não havia abuso e se tratava apenas de crítica de cunho político. 
Fonte: A Gazeta

Dag Vulpi: Iriny barra resposta de Luiz Paulo no rádio

Candidato a prefeito de Vitória contestava afirmações sobre qualidade de vida

Candidata à prefeita de Vitória, Iriny Lopes (PT) conseguiu uma liminar suspendendo o direito de resposta do adversário Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) em sua propaganda eleitoral de rádio. A petista havia dito que Vitória hoje tem "a melhor qualidade de vida dentre as capitais do país", mas o tucano conseguiu decisão na 56ª Zona Eleitoral contestando o dado e dizendo-se vítima de ofensa. Leia mais <><>

Troca de farpas e acusações marcam debate entre candidatos à Prefeitura de Colatina

Durante o debate, Deptulski chamou Da Vitória de arrogante e o pedetista disse que o prefeito estava nervoso
O primeiro debate entre candidatos do interior do Espírito Santo realizado pela Rede Gazeta foi com os concorrentes à Prefeitura de Colatina. O deputado estadual Josias Da Vitória (PDT) e o atual prefeito Leonardo Deptulski ficaram frente à frente no auditório da rede, em Vitória.
Logo no primeiro bloco, em que os candidatos fizeram perguntas um para o outro, Da Vitória perguntou ao petista se ele acredita na existência do mensalão, caso analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e que envolve pessoas do partido do prefeito. "O senhor (Da Vitória) também está sendo acusado de uma série de coisas e Leia mais<><>vai se defender. Vou pautar minha campanha em propostas. Se houve ou não houve, a Justiça que tem que decidir e punir", disparou Deptulski. 

Mensagem do Autor

Visualizações

Recomende o meu blog - Dag